O Anão e a sua Decisão

a

Contou-me um dia o vento que um anão muito velho e muito curioso encontrou uma porta. Lá fora ouvia-se um barulho muito parecido com um relógio.

Mas, nesse dia, o anão queria lá entrar, pois queria esse relógio. Tomou uma decisão que foi entrar lá dentro, mas como a porta estava fechada, ele arrombou-a.

Afinal o barulho que vinha dali não era de um relógio, era de um rato.

O anão ficou com o rato como animal de estimação e foram os melhores amigos!

O CR tem vindo a realizar, em parceria com docentes de Português, “Oficinas de escrita”. As estratégias têm sido variadas, sendo uma delas a maravilhosa “Arca dos contos”, de Teresa Meireles, com ilustrações de Teresa Lima. O 5.º D, da professora Teresa S., “brincou” com esta arca, sorteamos ações, espaços, objetos mágicos, palavras-chave, personagens humanas e animais e caracterização e surgiram pequenas histórias. Aqui fica a história imaginada, a partir da grelha proposta, pela Diana B.